Naming: como é o processo de criação de um nome

Naming é uma área do Branding que tem uma das tarefas mais difíceis do marketing: nomear marcas, produtos e serviços, traduzindo sua essência, princípios, posicionamento e valores.

Essa é apenas uma das etapas do Branding, que tratamos no post do mês anterior. Ou seja, a gestão contínua da marca também analisa seu nome e define se ele é adequado, se está de acordo com os propósitos, se tem boa aceitação e se a empresa precisa mudar para que seus valores sejam percebidos pelo mercado.

Naming

Você vai criar uma empresa do zero ou está pensando em reposicionar a sua marca no mercado? Então pense assim: se você precisasse escolher um nome para o seu filho como seria o procedimento?

Pedir sugestões, saber quais os nomes dos primos, dos filhos dos amigos, fazer uma lista, eliminar aqueles que tem apelidos feios e quais combinam mais com os sobrenomes…Esse processo, que nem sempre é tão burocrático quando se tem um filho, é apenas um reflexo do trabalho de naming.

O objetivo de tanto trabalho é encontrar um nome que forneça uma base sólida para a construção da sua empresa. Se não, pode ser que você tenha um excelente produto, mas que nunca decole porque sua marca não transmite o conceito que define seu negócio, serviço ou produto.

Ao todo são quatro etapas com várias ações que incluem fazer pesquisas de mercado, criar várias ideias, testá-las, olhar os concorrentes e outras questões que vamos ver a seguir. Preparado?

1 Posicionamento

O nome revela parte de sua identidade e é considerado um dos atributos mais importantes de uma empresa. Criá-lo não deve se resumir a um exercício criativo, mas sim um exercício estratégico. Defina o posicionamento e a percepção da marca, etapas essenciais para o sucesso de todo negócio.

2 Seu público

Com quem você vai conversar? Quem será seu cliente? Ainda dentro dessa fase mais estratégica, é necessário identificar as personas. Só assim a marca se comunicará da melhor maneira com o cliente, ou seja, chegar até ele e captar sua atenção, conquistando sua mente e coração.

3 Análise linguística

Os nomes pretendidos devem passar por testes de pronúncia, memorização, reconhecimento, pesquisa de personalidade, lugares, mitologia, uma avaliação completa para checar seu sentido ou significado, inclusive em diferentes idiomas. Além do desempenho vocativo, também são avaliados o desempenho evocativo e a funcionalidade do nome.

4 Validação

É a verificação final de viabilidade legal de uso e registros dos nomes. Diferente de todas as demais etapas de construção da marca, esta pode ser feita somente pelo titular, ou seja, pelo proprietário ou representante legal da empresa.

Se você quer criar uma marca, mudá-la, abrir um negócio ou se reposicionar no mercado, nós podemos te ajudar! Ficou interessado? Mande um e-mail pra gente 😉

Sobre o autor

Luanna Hedler

Jornalista por formação, Social Media por profissão e Dançarina por paixão. Tem uma risada muito engraçada e olhos da cor do céu.

Gostou deste artigo?
Então assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo especial e GRÁTIS.